mariaeana
Juntando-as se faz
Mariana
Maria aprecia a melodia
Ana ama a harmonia
Juntando-as se faz poesia




25/04/2013 @ 10:37 com 12 notas
picspirit:

GK Sholanke

picspirit:

GK Sholanke

21/04/2013 @ 17:20 com 53 691 notas
17/04/2013 @ 22:00 com 50 835 notas
17/04/2013 @ 21:59 com 57 298 notas

Urro para os quatro cantos
[de meu quarto]
meu grito é ouvido pelo mundo
[que está trancado em mim]
meu clamor logo é atendido
[por meus próprios pesares]
e choro nos ombros de meu amigo
[que sou eu mesmo].

solidão…

essa palavra
pronunciada assim
so - li - dão
sílaba por sílaba
devagar.

Dizem que devagar se chega mais além

com minha solidão vou mais longe
vou mais triste
vou mais eu
[ponto e vírgula]

abre aspas

sozinho se vais mais longe

fecha aspas

sozinho
por quê?

quero estar mais perto

mais certo.

quero estar
menos sozinho
[ponto]

solidão
que vai além do ponto
[reticências/infinito]

— Filipe, Anarquismos. (via livreria)

17/04/2013 @ 21:57 com 117 notas

quimerar:

Silent Manor by James Charlick

 

10/04/2013 @ 20:21 com 44 488 notas
No fundo ela não passará de uma caixinha de música meio desafinada.

Clarice Lispector. (via sppring)

9/04/2013 @ 22:16 com 10 558 notas
5/04/2013 @ 22:42 com 435 notas
o sangue
no asfalto
avermelha
medos
e abastece
mídias

— J.Castro (via 1milhogrande)

31/03/2013 @ 23:01 com 671 notas
31/03/2013 @ 23:00 com 31 632 notas
31/03/2013 @ 22:59 com 51 852 notas

Ah! Menina tonta,

toda suja de tinta

mal o céu desponta!

(Sentou-se na ponte,

muito desatenta…

E agora se espanta:

Quem é que a ponte pinta

com tanta tinta?…)

A ponte aponta

e se desaponta.

A tontinha tenta

limpar tinta,

ponto por ponto

e pinta por pinta…

Ah! a menina tonta!

Não viu a tinta

— Tanta Tinta , Cecília Meireles  (via livreria)

26/03/2013 @ 20:13 com 12 notas


1



Theme:
SILENCIAR